pt Português
en Englishes Españolit Italianofr Françaissv Svenskada Danskde Deutschpt Portuguêspl Polskiro Românăsq Shqipam አማርኛar العربيةhy Հայերենaz Azərbaycan dilieu Euskarabe Беларуская моваbn বাংলাbs Bosanskibg Българскиca Catalàceb Cebuanony Chichewazh-CN 简体中文zh-TW 繁體中文co Corsuhr Hrvatskics Čeština‎nl Nederlandseo Esperantoet Eestitl Filipinofi Suomify Fryskgl Galegoaf Afrikaanska ქართულიel Ελληνικάgu ગુજરાતીht Kreyol ayisyenha Harshen Hausahaw Ōlelo Hawaiʻiiw עִבְרִיתhi हिन्दीhmn Hmonghu Magyaris Íslenskaig Igboid Bahasa Indonesiaga Gaeligeja 日本語jw Basa Jawakn ಕನ್ನಡkk Қазақ тіліkm ភាសាខ្មែរko 한국어ku كوردی‎ky Кыргызчаlo ພາສາລາວla Latinlv Latviešu valodalt Lietuvių kalbalb Lëtzebuergeschmk Македонски јазикmg Malagasyms Bahasa Melayuml മലയാളംmt Maltesemi Te Reo Māorimr मराठीmn Монголmy ဗမာစာne नेपालीno Norsk bokmålps پښتوfa فارسیpa ਪੰਜਾਬੀru Русскийsm Samoangd Gàidhligsr Српски језикst Sesothosn Shonasd سنڌيsi සිංහලsk Slovenčinasl Slovenščinaso Afsoomaalisu Basa Sundasw Kiswahilitg Тоҷикӣta தமிழ்te తెలుగుth ไทยtr Türkçeuk Українськаur اردوuz O‘zbekchavi Tiếng Việtcy Cymraegxh isiXhosayi יידישyo Yorùbázu Zulu

Mudança brusca de tempo: Aguaceiros e trovoada no primeiro de Abril

Conforme adiantado na previsão semanal, que pode consultar clicando AQUI, o tempo vai mudar drasticamente no início de Abril, depois do dia 31 de Março bem quente que teremos

Logo no primeiro de Abril, e não é mentira nenhuma, as temperaturas vão descer entre 5 a 10 graus, e passaremos a ter aguaceiros, chances de trovoada e queda de granizo

Apesar de não ser uma situação muito generalizada, pode trazer precipitação localmente bem intensa

Nos dias seguintes a tendência é para a instabilidade ser menos, e ser essencialmente nas regiões do Interior

O QUE CAUSA ESTA SITUAÇÃO?

Esta situação será causada pela deslocação de uma bolsa de ar frio em altitude, ou depressão em altitude, que deverá deslocar-se desde a região da Madeira, posicionando-se a Oeste de Portugal Continental no dia 1 de Abril

Posteriormente é empurrada para leste, e por essa razão a instabilidade fica mais restrita ao Interior nos dias seguintes (2 a 4)

Vejamos em baixa a carta que nos mostra precisamente essa depressão nos níveis altos a oeste de Portugal Continental (Carta de anomalia de geopotencial, GFS)


Na carta acima vemos a alta pressão centrada a Norte, com as baixas pressões mais presas entre os Açores e o Continente…

Assim, de forma mais detalhada, estas são as condições esperadas para dia 1 de Abril, no CONTINENTE

  • Períodos de céu muito nublado, ainda com alguma presença de poeiras
  • Chuva ou aguaceiros pela manhã em alguns locais, de forma dispersa, podem ser localmente moderados e com alguma trovoada dispersa
  • Pela tarde no Norte e Centro, com maior incidência no Interior, ocorrência de aguaceiros e trovoadas. Os aguaceiros podem ser por vezes fortes, e de granizo. A trovoada não deve ser muito intensa nem frequente. O risco meteorológico associado dadas as condições de instabilidade parece baixo, não se prevendo também que haja muito vento
  • No Sul igualmente podem ocorrer aguaceiros e trovoadas pela tarde, de forma mais dispersa
  • Espera-se para a noite que o tempo volte a mudar, ficando mais seco novamente, embora mais a Norte continuem a ocorrer por vezes aguaceiros, mas com baixa probabilidade de trovoadas
  • Descida das temperaturas, em alguns locais de 10 graus, ficando as mínimas entre 10 a 15º e as máximas perto dos 20 graus

Mapa de risco meteorológico Luso Meteo


Em resumo um dia bom para ficar em casa, dado que continua a haver poeiras, em menor quantidade, e aparece a chuva também. Pode haver alguma precipitação de LAMA em alguns locais onde as poeiras ainda persistam

Em baixo fica uma carta do modelo ARPEGE, onde vemos a precipitação acumulada até ao final de dia 1, prevista por este modelo, sendo visível que no Norte e Centro haverá mais instabilidade… Adicionalmente, na segunda carta vemos a instabilidade\CAPE previstos, que nos mostra de uma forma muito simples onde pode ser mais provável ocorrer trovoada


Precipitação acumulada até às 0h de dia 2 de Abril, modelo ARPEGE, run 6z 30\03\2021


CAPE (J\Kg) 14h dia 1 de Abril, modelo ARPEGE, run 6z, 30\03\2021


GRANIZO

O granizo nesta altura do ano é uma preocupação para a agricultura, e por isso é importante tentar prever

Existem condições para granizo, bastante favoráveis, em especial no Norte e Centro. Esse granizo pode ocorrer tanto no litoral como no Interior, sendo que a ocorrer no Interior durante a tarde pode ter até 1cm de diâmetro, nas restantes regiões dimensões bem mais reduzidas

Dadas as condições, a ocorrer granizo, ele será geralmente de pequenas dimensões

Em baixo na carta do modelo ARPEGE de água precipitável vemos que os valores não são muito elevados, pelo que o granizo se torna um maior risco. No entanto a CAPE disponível não é suficiente para realmente se produzir granizo de grande dimensão


Água precipitável instantânea (mm) modelo ARPEGE, 14h dia 1 de Abril, run 6z 30\03\2021


2\3\4 DE ABRIL

Conforme já mencionado anteriormente a instabilidade limita-se ao Interior

No dia de Páscoa possivelmente até nem haverá instabilidade, sendo um dia de sol na maioria dos locais

O tempo estará no entanto fresco

Ainda assim o frio virá a seguir da Páscoa…

Deixe uma resposta