pt Português
en Englishes Españolit Italianofr Françaissv Svenskada Danskde Deutschpt Portuguêspl Polskiro Românăsq Shqipam አማርኛar العربيةhy Հայերենaz Azərbaycan dilieu Euskarabe Беларуская моваbn বাংলাbs Bosanskibg Българскиca Catalàceb Cebuanony Chichewazh-CN 简体中文zh-TW 繁體中文co Corsuhr Hrvatskics Čeština‎nl Nederlandseo Esperantoet Eestitl Filipinofi Suomify Fryskgl Galegoaf Afrikaanska ქართულიel Ελληνικάgu ગુજરાતીht Kreyol ayisyenha Harshen Hausahaw Ōlelo Hawaiʻiiw עִבְרִיתhi हिन्दीhmn Hmonghu Magyaris Íslenskaig Igboid Bahasa Indonesiaga Gaeligeja 日本語jw Basa Jawakn ಕನ್ನಡkk Қазақ тіліkm ភាសាខ្មែរko 한국어ku كوردی‎ky Кыргызчаlo ພາສາລາວla Latinlv Latviešu valodalt Lietuvių kalbalb Lëtzebuergeschmk Македонски јазикmg Malagasyms Bahasa Melayuml മലയാളംmt Maltesemi Te Reo Māorimr मराठीmn Монголmy ဗမာစာne नेपालीno Norsk bokmålps پښتوfa فارسیpa ਪੰਜਾਬੀru Русскийsm Samoangd Gàidhligsr Српски језикst Sesothosn Shonasd سنڌيsi සිංහලsk Slovenčinasl Slovenščinaso Afsoomaalisu Basa Sundasw Kiswahilitg Тоҷикӣta தமிழ்te తెలుగుth ไทยtr Türkçeuk Українськаur اردوuz O‘zbekchavi Tiếng Việtcy Cymraegxh isiXhosayi יידישyo Yorùbázu Zulu

Previsão Mensal Julho 2022: O mais quente de que há registo?!

Este mês de Julho de 2022 dará que falar: Será incrivelmente quente no hemisfério Norte, com diversos locais a terem períodos de calor excessivo, recordes, e calor prolongado

Em Portugal esperamos condições diferentes entre Continente e Ilhas, com o Continente a ter tempo geralmente mais quente que o normal, por vezes podem aparecer períodos muito quentes, com lestada, intercalado com dias em que alguma depressão isolada se pode intrometer especialmente na primeira quinzena, continuando no entanto calor, no geral, mas com chance de trovoadas, pontualmente intensas…

Esse primeiro episódio de trovoadas até pode ocorrer já na primeira semana do mês, mas o calor também aparece

A segunda semana pode ficar marcada pelo calor muito acima do normal

As semanas seguintes podem ser de calor extremo e uma onda de calor pouco comum, especialmente para os últimos 10 dias do mês… O padrão atmosférico que deverá vigorar durante Julho deve ser favorável a um anticiclone com tendência a esticar-se para o Golfo da Biscaia, por vezes mais móvel e a centrar-se no Centro da Europa… Isso faz com que a nortada esteja pouco presente, e predomine mais a lestada

Nos Açores não deveremos ter muita chuva, no entanto principalmente a primeira quinzena deverá ser marcada por tempo fresquito, por vezes, e alguns aguaceiros… Com um forte anticiclone previsto, o vento Nordeste pode predominar, mas tudo dependará também do posicionamento de uma depressão isolada – pode haver alguns aguaceiros mais intensos um ou outro dia e eventualmente o vento a rodar para sueste… De dias 10\12 em diante não se descarta o regresso do vento Noroeste… O tempo pode eventualmente vir a aquecer já mais perto do fim do mês, abrindo caminho a uma segunda quinzena mais quente

Na Madeira esperamos algo diferente, com tempo mais quente ao longo do mês, por vezes com MUITO calor, tempo geralmente seco…

Vejamos as cartas de anomalia de pressão para este mês pelo modelo CFSv2 (carta animada | GIF)


PRIMEIRA SEMANA, 1 A 7 DE JULHO

  • Com um anticiclone em extensão, e fortalecimento, no Atlântico Continente e Madeira começam a ter ar mais quente, e vento a começar a rodar para o quadrante leste… Entre dias 3 e 5 haverá chance de alguns aguaceiros e trovoadas mais a Norte, pouco significativo…
  • Os Açores, por outro lado, com influência de uma depressão isolada podem ter tempo mais fresco que o normal e alguns aguaceiros
  • Espera-se anomalia positiva de temperatura na Madeira e Continente, com tempo mais quente que o normal, e mesmo muito quente para o final deste período…
  • Espera-se anomalia negativa de temperatura nos Açores
  • A água do mar tende a aquecer na costa Ocidental do Continente, em especial a partir de dias 4\5… No Algarve esperamos igualmente água mais quente

SEGUNDA SEMANA, 8 A 15 DE JULHO

  • Um anticiclone forte inicialmente, algo móvel, com provável presença de bolsas de ar frio em altitude a Oeste, com tendência para se movimentarem para Nordeste… Assim pode haver uns dias muito quentes entre dias 8 a 10\11, potencialmente com valores bem acima de 40 graus, enquanto depois pode haver um arrefecimento, ainda que temporário, uma vez que para o final do período esperamos novo reforço anticiclónico no Atlântico, e uma forte área de altas pressões estendida ao longo do Atlântico e boa parte da Europa, com muito calor… Neste período os Açores podem ter algum vento Noroeste e alguns aguaceiros… A Madeira pode ter algum calor, em especial no início deste período, terminanado com tempo um pouco mais fresco
  • A chuva no Continente não deve aparecer…

Em relação à evolução da seca no Continente para os primeiros 15 dias do mês, esperamos um agravamento muito significativo, sendo MUITO PROVÁVEL que a seca extrema se estenda à vasta maioria do território…

Em relação a temperaturas, no Continente, para as primeiras 2 semanas, o modelo CFS prevê a anomalia que podemos ver na carta abaixo – mais quente que o normal…


SEGUNDA QUINZENA DO MÊS…

Probabilidade elevada (>50%) de calor muito intenso no Continente… Provavelmente durante este período uma onda de calor muito intensa vai desenvolver-se…

Ao mesmo tempo vários locais da Europa poderão quebrar recordes, incluindo locais mais a Norte, como Reino Unidos, países Escandinavos, centro da Europa… O sul da Europa poderá ter valores extremos, não necessariamente em Portugal (isso só é possível prever com a aproximação dos dias) mas Espanha\Sul de França\Itália\Grécia etc correm o risco de ver valores aproximando-se dos 50 graus

Na Madeira esperamos muito calor, e tempo geralmente seco…

Nos Açores também deve ser um período mais estável, com sol e temperaturas acima da média

Excelentes dias de praia, com lestada em vários dias

Dependendo da evolução poderá consolidar este mês como um dos Julhos mais quentes de sempre

Assim a evolução que prevemos para o mês, no CONTINENTE é a seguinte

TEMPERATURA – 3 a 5º acima da média, no geral

PRECIPITAÇÃO – Próximo\abaixo da média (É um mês tendencialmente com pouca chuva e não deve fugir a esse padrão)

VENTO: Não se descarta alguma nortada passageira alguns dias, mas com forte presença anticiclónica certamente será um mês de praia, com brisa quente no litoral e noites quentes

SECA: Evolução para seca extrema em todo o território, praticamente

Fica, como exemplo, a carta mensal do modelo CFSv2 – muita presença anticiclónica…

Para as ILHAS: Quinzenas diferentes. Primeira quinzena com TEMPERATURA acima do normal na Madeira e segunda quinzena mais variável… Enquanto nos Açores é exatamente o contrário…

Chuva será sempre pouca, mas na primeira quinzena nos Açores poderá haver alguma precipitação ocasional (Aguaceiros)


TEMPO TROPICAL

Prevemos para Julho a formação de alguns ciclones tropicais no Atlântico – especialmente em direção às Caraíbas e Golfo do México, podendo mesmo formar-se no Golfo do México… À medida que o mês avança a possibilidade de curvas mais para Norte, e impacto nos Estados Unidos da América avança…

Já no Pacífico esperamos mais atividade no Pacífico Leste, com algum risco para México e EUA, que no Pacífico Oeste…

Esperamos já a possibilidade para o final do mês de algum ciclone subtropical no mediterrâneo, dado a temperatura de água do mar elevada!

A NOAA prevê uma época de furacões bem ativa…


RESTO DO MUNDO…

  • EUA com muito calor, e possíveis recordes de temperatura no Centro\Oeste, Sul e potencialmente espalhando posteriormente para Leste…
  • Europa com calor intenso ao longo de todo o mês com mais foco na Europa Ocidental de 1 a 15 do mês, mas depois também na Europa Central, Reino Unido, Sul da Europa, e potencialmente estendendo por vezes para Norte, em direção a Escandinâvia e Ártico
  • Muito calor no Médio-Oriente a persistir, assim como no Sul da Ásia e Japão
  • Inverno prossegue mais quente que o normal em boa parte do Norte\Centro da América do Sul
  • Esperamos ainda que a Antártida possa ter temperaturas abaixo do normal. Isto deve-se a maior massa Continental, e tem sido habitual – quando o resto do planeta está muito mais quente, a Antártida é uma exceção
  • Esperamos trovoadas bastante significativas no Centro Europeu a partir do meio do mês

Obrigado pela sua confiança, esta previsão será atualizada sempre que necessário!


Se considera as previsões\informações da Luso Meteo importantes, e lhe são úteis, e gostaria de ajudar com um donativo para a manutenção deste projeto pode fazê-lo através de

MBWay: 918260961

IBAN: PT50 0007 0000 0029 3216 7422 3

Muito obrigado!

Deixe uma resposta